Energia solar em Londrina: tudo que você sempre quis saber

Com a crise energética que se instalou no país e a energia elétrica ficando cada vez mais cara, muita gente tem procurado saber mais sobre a energia solar em Londrina. No entanto, é comum encontrarmos pessoas que ainda têm muitas dúvidas sobre essa tecnologia e todas as vantagens que ela pode proporcionar. 

E para que você aprenda, de uma vez por todas, tudo que você precisa saber sobre a energia solar fotovoltaica na sua casa ou empresa, preparamos este conteúdo. Confira!

O que é energia solar fotovoltaica 

A energia solar fotovoltaica existe há mais de 100 anos e hoje,  está presente em milhares de residências e indústrias em todo o mundo. 

Trata-se de uma energia alternativa, renovável e sustentável que funciona utilizando a luz solar para a geração de energia elétrica. Na energia solar fotovoltaica, quando a luz do sol é captada por painéis solares, ocorre a transformação em corrente elétrica.

Um sistema de energia solar fotovoltaico é composto por:

  • Painéis solares;
  • Inversor solar;
  • Sistema de fixação das placas solares;
  • Cabeamentos;
  • Conectores;
  • Materiais elétricos padrões.

Ao contrário do que muita gente pensa, os painéis funcionam também em dias nublados e chuvosos, já que dependem da incidência dos raios violetas, e não do calor. Assim, a produção de energia pode cair um pouco em dias cinzentos, mas não deixa de existir. 

No entanto, durante a noite, o sistema fotovoltaico não é capaz de gerar energia, já que não existe luminosidade e será preciso usar baterias para armazenar energia ou utilizar a eletricidade da distribuidora local de energia. 

As vantagens da energia solar em Londrina

Entre as inúmeras vantagens do uso da energia solar fotovoltaica em sua casa ou empresa, podemos destacar: 

  1. A energia solar é um recurso totalmente renovável: a luz do sol é uma fonte de energia constante e consistente.
  2. Energia solar é sustentável: além de renovável, ela é limpa, já que não emite poluentes nem utiliza matérias-primas escassas na natureza. 
  3. A energia solar é silenciosa: ela contribui para a diminuição da poluição sonora, uma vez que seu funcionamento não produz ruídos desagradáveis, tais como a energia eólica, por exemplo.
  4. A energia solar fotovoltaica é o sistema de autogeração mais barato: é possível ter um sistema de energia solar fotovoltaico completo em sua casa ou empresa pelo preço, aproximadamente, de um carro popular e, com esse investimento é possível uma economia de até 95% no valor da conta de luz.
  5. Baixo custo do sistema fotovoltaico considerando-se a vida útil: considerando o investimento no momento da compra e instalação do sistema fotovoltaico somado a mínima manutenção ao longo de toda a sua vida útil (aproximadamente 25 anos) e dividido pela energia gerada ao longo desses anos, fica claro que a energia solar é mais barata do que a energia comprada da distribuidora.
  6. As placas solares são resistentes às intempéries: as placas solares são extremamentes resistentes aos danos causados pela ação da natureza como chuvas, ventos ou até mesmo granizo.
  7. O sistema fotovoltaico quase não precisa de manutenção: os painéis fotovoltaicos, quando bem instalados, podem durar mais de 25 anos apenas com uma limpeza semestral e a manutenção elétrica precisa ser realizada apenas uma vez ao ano. 
  8. Painéis fotovoltaicos são fáceis de instalar: apesar de exigir mão de obra qualificada, em 2 ou 3 dias, o seu sistema de energia solar em Londrina já estará montado e funcionando.
  9. A energia solar pode ser usada em áreas isoladas da rede elétrica: ela é muito mais barata que geradores a diesel ou óleo combustível.
  10. Ocupa pouco espaço: os painéis solares não demandam a ocupação de grandes áreas, e é possível atingir níveis de eficiência acima de 20% por conta de sua modernidade e flexibilidade.
  11. O sistema de energia solar tem uma longa vida útil: um sistema solar fotovoltaico possui mais de 25 anos de vida útil, gerando energia elétrica limpa, sustentável e de qualidade, sem prejudicar o meio ambiente.
  12. Valorização do imóvel e do seu negócio: os imóveis que geram energia limpa e soluções ecológicas, como a instalação de energia fotovoltaica, podem ter uma valorização no valor de 10% a 30% e as empresas adeptas à energia solar ganham um Selo Solar e são reconhecidas por mostrar que apostam em uma energia limpa e renovável, além de se posicionarem como promotores da causa.

Como instalar a energia solar em sua casa ou empresa

Uma das grandes vantagens da energia solar é que é que os painéis fotovoltaicos são muito fáceis de instalar e, em poucos dias, o seu sistema já estará montado e funcionando. Veja a seguir o que deve ser observado para a instalação do sistema de energia solar em Londrina. 

1. Prepare a obra

Durante o projeto é preciso contar com arquitetos e engenheiros que entendam do assunto e saibam fazer a instalação para que tudo ocorra de maneira correta, garantindo o correto funcionamento do sistema.

No projeto da construção, será definido: 

  • O melhor local para instalação das placas;
  • A aplicação das tubulações;
  • O lugar mais adequado para o inversor. 

Mas caso o imóvel já esteja pronto, tudo deve ser planejado pela empresa responsável pela instalação da energia solar em Londrina durante a visita técnica.

2. Certifique-se que a estrutura do telhado está dimensionada para a carga extra dos painéis solares 

O painel fotovoltaico não é muito pesado. De modo geral, a carga adicionada é de aproximadamente 14.5kg/m2, podendo em telhados com coberturas metálicas, cair para 13.5kg/m². Por isso, quase todos os tipos de telhado estão aptos a recebê-lo. 

3. Escolha entre os tipos de telhado para sistema fotovoltaico 

Os painéis fotovoltaicos são presos ao telhado através de um sistema de fixação e cada tipo de telhado pede um sistema de fixação diferente. Por isso, é fundamental conversar com um especialista em energia solar em Londrina. 

3. Certifique-se de que você tem área suficiente 

É preciso que você tenha área suficiente para a instalação das placas solares e também para andar no telhado para uma eventual manutenção. 

4. Defina a posição das placas no telhado 

O melhor ângulo para produzir o máximo de energia solar em Londrina é com os painéis fotovoltaicos é face Norte com um grau de inclinação igual ao da latitude do local da instalação. Ou seja, seu painel solar em Londrina deverá estar inclinada a 23º, já que  Londrina está na latitude 23º. 

5. Determine a quantidade e o tamanho dos painéis 

Use sempre números pares de painéis. Além de ficar mais bonito, será mais fácil configurar o inversor fotovoltaico. 

Para casas, considere os painéis de 60 células pois são os tradicionais mais fáceis de instalar. Para sistemas grandes, com mais de 500 painéis, considere o de 72 células. 

6. Não se esqueça dos eletrodutos 

É necessário ter um  eletroduto que faça o caminho entre os painéis solares no seu telhado e o inversor. Esse eletroduto pode ser aparente ou embutido (conduíte). E claro, não se esqueça de um disjuntor independente do quadro. 

7. Defina o local onde o inversor será instalado

O inversor é um equipamento eletrônico, assim deve ficar protegido de umidade ou incidência direta da luz do sol. Também é importante que seja instalado perto do seu quadro de distribuição de energia e que haja espaço ao redor dele para facilitar a ventilação e o acesso. 

8. Prepare o aterramento do sistema fotovoltaico 

Todos os sistemas fotovoltaicos devem ser aterrados por uma questão de segurança. Assim, deixe um ponto de aterramento no telhado onde os painéis serão instalados para facilitar o processo

Os créditos de energia solar

A Resolução Normativa 482/12 da ANEEL, modificada pela Resolução Normativa 687/15, estabelece as regras para o sistema de compensação de energia,  que nós costumamos chamar de créditos de energia solar. Por meio dela é permitido que você faça troca de energia com a rede elétrica. Ou seja, o excedente da energia é transformado em créditos e trocado com a distribuidora local, sendo a melhor forma de reduzir o valor da sua fatura de energia elétrica e se tornar mais autônomo quanto aos gastos com eletricidade.

Existem dois tipos de sistemas de energia solar: o off-grid e o on-grid. O primeiro é aquele isolado da rede pública de energia, muito utilizado em locais isolados em que não há abastecimento elétrico, e que utiliza baterias. 

Já o sistema on-grid está conectado à rede pública de energia e funciona em conjunto com o abastecimento geral. Quando o sistema fotovoltaico não consegue gerar energia suficiente para alimentar o imóvel, ele automaticamente passa a consumir a eletricidade da rede pública.

Nesse tipo de sistema é possível gerar créditos de energia solar. Ou seja, quando a produção de energia é maior do que o consumo, o excedente é injetado na rede pública em troca de compensação perante a operadora.

Esse crédito de energia solar tem uma validade de 60 meses e, quando não compensados no local que produziu, poderão ser utilizados para compensar o consumo de outros locais, desde que cadastrados para esse fim e atendidos pela mesma distribuidora de energia, cujo titular seja o mesmo, tanto para pessoas físicas como para empresas.

Assim, além de ser possível usar os créditos de energia solar entre propriedades que estejam sobre o mesmo CPF ou CNPJ, a energia pode ser compartilhada e usada por um grupo de pessoas físicas ou jurídicas, por meio de consórcio ou cooperativa e que estejam em locais atendidos pela mesma rede distribuidora de energia.

Geração de energia solar em condomínios e o autoconsumo remoto

Também é possível gerar energia solar em condomínios e compartilhar a energia gerada entre os condôminos. E o interessante é que essa energia poderá ser usada nas áreas comuns e também compartilhada entre todas as unidades do condomínio.

Já por meio do autoconsumo remoto, aqueles que não possuem locais com espaço ou sol suficiente para produzirem a sua própria energia também podem fazer uso da energia solar.

Essas pessoas podem utilizar um terreno de sua propriedade para construir um sistema fotovoltaico e usar a produção de energia dele para abater a sua conta de luz, na cidade, por exemplo.  Dessa forma, você pode produzir energia em outro local para reduzir a sua conta de luz caso você não tenha o espaço ou a condição favorável.

Isso vale inclusive para quem mora de aluguel e tem um local, dentro da mesma área de distribuição, com condições para a instalação de um sistema de energia solar. 

Energia solar em Londrina é investimento

Além de toda a economia que você consegue com a instalação da energia solar, ela também é um investimento, já que com ela você vai conseguir cortar ou diminuir abruptamente uma despesa recorrente, qual seja, a conta de luz. 

Dessa forma, é como se o dinheiro aplicado na compra dos equipamentos estivesse “rendendo”.  O valor que você está economizando nas contas do mês supera o rendimento equivalente ao mesmo valor deixado no banco em uma aplicação financeira. 

E outra: mesmo usando um imóvel de aluguel, é possível economizar com a energia solar, já que você pode  instalar o sistema fotovoltaico on-grid em qualquer lugar e, por meio do registro do seu CPF ou CNPJ utilizar o que é gerado em outro lugar.

Isso porque a eletricidade produzida por meio dos seus painéis de energia solar irá resultar em “créditos” que a companhia de energia registrará no seu nome ou da sua empresa. 

Porém, para que tudo funcione de forma correta, é importante que você procure uma empresa especialista no assunto. Somente profissionais especializados podem te ajudar na instalação correta dos equipamentos, bem como regularizar toda a documentação junto a distribuidora de energia. Afinal, toda a instalação do sistema de energia solar  fotovoltaica que estiver conectada à rede elétrica precisa ser aprovada pela distribuidora local e deve seguir as normas vigentes. 

Gostou? Agora que você já sabe um pouco mais sobre  a energia solar em Londrina,  converse com um dos nossos especialistas para esclarecer todas as suas dúvidas e, claro, faça uma simulação para descobrir o quanto poderá economizar com a energia solar. Clique AQUI e simule! Teremos prazer em atendê-lo!

Últimos Artigos

Dúvidas sobre quanto vai custar o seu sistema de energia solar?

Clique aqui e calcule agora