Trilha Solar 4 – O Inversor Solar

Bem vindo à Trilha Solar! Um conjunto de 10 artigos para explicar ao consumidor os passos necessários para começar a gerar energia em sua residência ou empresa. Neste artigo explicaremos as funções do inversor solar e apresentaremos suas categorias. Também falaremos sobre sua instalação, durabilidade e garantias.

Para saber mais sobre como funciona o sistema fotovoltaico acesse o primeiro artigo da série Trilha Solar.

Trilha Solar 1 – Como funciona a energia solar fotovoltaica

O inversor solar têm um papel importante nos sistemas de energia solar fotovoltaicos. Pode-se dizer que ele funciona como o cérebro do sistema. Coordenando, ajustando e convertendo a energia para o consumo de todos os aparelhos que consomem energia elétrica em cada tipo de consumidor.

Em um conceito básico o inversor é responsável por converter a energia que é gerada em corrente contínua pelos módulos fotovoltaicos para corrente alternada. Essa é utilizada pela maioria dos eletrônicos, eletrodomésticos, ferramentas entre outros aparelhos.

Além disso ele possui várias outras ferramentas que são muito úteis para o cliente. O monitoramento em tempo real por exemplo é um deles, que possibilita ao consumidor verificar em tempo real a geração de energia do sistema de energia solar via computador, smartphones e tablets.

Tipos diferentes de inversores são utilizados em sistemas de geração solar fotovoltaica, sendo os principais apresentados abaixo:

Inversor solar grid-tie ou on-grid

Estes são os inversores que são conectados à rede da concessionária de energia, ou seja, não precisam de baterias para armazenar a energia produzida, utilizando a rede de energia elétrica da concessionária como forma de compensação.

Inversor Solar On-grid ABB

Inversores On-grid instalados pela Bravo Energia

Veja mais os sistemas conectados à rede e o sistema de créditos de energia no segundo artigo da Trilha Solar:

Trilha Solar 2 – Créditos de Energia

São responsáveis por sincronizar a energia gerada pelo sistema com a energia da rede elétrica da concessionária, deixando elas com as mesmas características.

Eles possuem um sistema de proteção que quando ocorre a falta de energia da rede elétrica o mesmo se desliga, não injetando energia na rede elétrica, evitando o que chamamos de ilhamento, que causa uma série de problemas na rede elétrica.

Inversores solar off-grid

Estes já são construídos para funcionarem desconectados da rede e fornecer a energia direto para as cargas.

São usados em sistemas que possuem baterias para o armazenamento de energia, geralmente em locais isolados, como em zonas rurais e locais onde a conexão com a rede de energia elétrica é inviável. Também utilizados em sistemas isolados com aplicações específicas como radares eletrônicos, torres de telecomunicação, sistemas de iluminação isolados, etc.

Micro inversores

Os micro inversores são capazes de monitorar apenas um módulo fotovoltaico aproveitando ao máximo a geração de cada um deles, o que aumenta a eficiência global do sistema.

micro inversor

Micro inversor – Fonte: PLG Energy

O monitoramento é feito do mesmo modo que o inversor on grid, mas no caso cada micro inversor é monitorado separadamente, facilitando assim a manutenção em caso de problemas com os módulos, pois é possível saber qual módulo exatamente está com problemas, já que todos são monitorados individualmente.

Na maioria dos casos o aumento da eficiência global do sistema não justifica realizar o sistema fotovoltaico com micro inversores pois o custo pode aumentar muito dependendo do tamanho do sistema. No entanto, para algumas aplicações específicas (como sombreamento excessivo por exemplo) o micro inversor pode se tornar a opção com melhor custo benefício.

Inversor solar central

Os inversores solares centrais basicamente funcionam como os inversores Grid-Tie, porém são muito maiores do que os residenciais e comerciais. São capazes de suportar uma conexão de uma grande quantidade de painéis solares e são utilizados para usinas de energia solar.

inversor solar central

Inversor Solar Central – Fonte: WEG

Vida útil e garantia

A vida útil dos inversores varia de 10 a 15 anos. Isso dependerá das condições de instalação como condições climáticas e a correta manutenção do equipamento. Mesmo ela sendo pouca, podendo chegar a 20 anos.

Os inversores possuem uma garantia de fábrica de 5 anos, alguns fabricantes disponibilizam uma garantia estendida de 10 anos. Isso não assegura ser um bom inversor, é necessário fazer a escolha certa para cada sistema.

Qual inversor devo escolher?

A escolha do inversor solar é muito importante. Ele não pode ter uma potência muito pequena e nem uma potência muito alta. Deve ter seu ponto ótimo de operação. O inversor deve ter uma boa confiabilidade sua eficiência deve ser acima de 94%.

Onde devem ser instalados?

Os inversores devem ser instalados em locais de fácil acesso para eventuais manutenções, monitoramentos e facilidade de manuseio, sendo o mesmo abrigado de sol e chuva.

Precisam ter um grau de proteção mínima que seria o IP-55 segundo a NBR IEC 60529, que significa proteção contra entrada de poeira que prejudique o funcionamento e proteção contra jatos de água diretamente no inversor. Dependendo do local de instalação o grau precisa ser maior.

Deseja saber mais informações sobre os inversores solares? Entre em contato com a equipe da Bravo. Teremos satisfação em atendê-lo.

No próximo capítulo veremos tudo sobre os kits de energia solar disponibilizados no mercado e mostraremos como fica o sistema para sua empresa ou residência no nosso simulador solar.

Reduza até 99% na sua conta de luz!

Você também poderá gostar de…

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.