Como preparar sua construção para a energia solar

Uma das grandes vantagens da energia solar é que é que os painéis fotovoltaicos são muito fáceis de instalar. Apesar de exigir mão de obra qualificada, em poucos dias, o seu sistema já estará montado e funcionando.

Na maioria dos casos, as placas solares e o inversor grid-tie são fixados em estruturas já existentes nos imóveis (madeiramento e alvenaria, respectivamente) e, quando necessário, requerem apenas pequenas adaptações.

E para que você não tenha dúvidas sobre como preparar sua construção para a energia solar, vale a pena acompanhar este conteúdo produzido especialmente para você. Boa leitura!

Preparação da obra

O ideal é considerar a energia solar desde o início da construção, assim fica mais fácil planejar cada detalhe da instalação fotovoltaica e tornar o projeto mais otimizado.

Durante o projeto é preciso contar com arquitetos e engenheiros que entendam do assunto e saibam fazer a instalação para que tudo ocorra de maneira correta, garantindo o correto funcionamento do sistema.

No projeto da construção, será definido:

  • O melhor local para instalação das placas;
  • A aplicação das tubulações;
  • O lugar mais adequado para o inversor.

Quanto ao telhado, o ideal é que ele seja construído voltado para o norte, seja o mais reto possível e sem recortes. No mais, é importante prever a tubulação embutida na alvenaria, para facilitar a ligação das placas até o inversor e do inversor até o quadro de distribuição.

Outro detalhe importante é projetar uma área suficiente para a aplicação das placas fotovoltaicas, bem como um espaço de acesso para a manutenção. Mas caso o imóvel já esteja pronto, tudo deve ser planejado pela empresa responsável pela instalação da energia solar fotovoltaica durante a visita técnica.

Os principais pontos que devem ser observados para instalação da energia solar na sua construção

1. Certifique-se que a estrutura do telhado está dimensionada para a carga extra dos painéis solares

O painel fotovoltaico não é muito pesado. De modo geral, a carga adicionada é de aproximadamente 14.5kg/m2, podendo em telhados com coberturas metálicas, cair para 13.5kg/m². Por isso, quase todos os tipos de telhado estão aptos a recebê-lo.

No entanto, dependendo do tipo de estrutura, você pode precisar de um reforço.

2. Escolha entre os tipos de telhado para sistema fotovoltaico

Os painéis fotovoltaicos são presos ao telhado através de um sistema de fixação e cada tipo de telhado pede um sistema de fixação diferente.

  • Coberturas de telha metálica, como as trapezoidais comum e termo acústicas, e as coberturas de telha tipo “shingle” são as melhores opções para instalar painéis fotovoltaicos, pois facilitam a fixação e são superfícies seguras para instalação.
  • Telhas de barro /concreto do tipo francês ou do tipo capa-canal são a segunda melhor opção.
  • Telhas do tipo fibrocimento trazem problemas no processo de instalação pois são frágeis e podem quebrar durante o processo.
  • Lajes e telhas pré-fabricadas em concreto são uma ótima superfície para instalação e garantem que os painéis tenham melhor incidência solar.

3. Certifique-se de que você tem área suficiente

Para servir como base, observe o seguinte:

Para residências:

Potência Área aproximada
1.5KWp12 m²
2.0kWp14 m²
3.0kWp 21 m²
 4.0kWp28 m²
 5.0kWp35 m²
10kWp70 m²

Para armazéns e indústrias:

Potência Área aproximada
50kWp360m² a 500m²
100kWp700 a 800m²
1MWp7.000 a 8.000m²

No mais, é  importante deixar um espaço para andar no telhado para uma eventual manutenção. Nestes casos considere uma ocupação entre 9 e 10 m² por kWp instalado.

4. Defina a posição das placas no telhado

O melhor ângulo para produzir o máximo de energia com os painéis fotovoltaicos é face Norte com um grau de inclinação igual ao da latitude do local da instalação.

Ex: Maringá está na latitude 23°, portanto o melhor ângulo para o seu painel solar será inclinado a 23°.

Na prática, você nem sempre vai conseguir a inclinação e direção perfeitas. Nesses casos, é importante garantir que bata o máximo de sol sem sombras durante o dia. E atenção: você pode instalar o seu painel em qualquer água do telhado menos as viradas para o Sul.

5. O tamanho dos painéis

Use sempre números pares de painéis. Além de ficar mais bonito, será mais fácil configurar o inversor fotovoltaico. Hoje em dia, existem dois tamanhos de painel solar que são os mais utilizados em casas, indústrias e usinas. São eles:

  • Painéis de 250, 255, 260, 265 e 270 Watts, possuem todos com 60 células fotovoltaicas e medem aproximadamente 166 cm de altura por 99 cm de largura e de 4 a 5 cm de profundidade.
  • Painéis de 300, 305, 310, 315 e 320 Watts, possuem todos com 72 células fotovoltaicas e medem aproximadamente 198 cm de altura por 99 cm de largura e de 4 a 5 cm de profundidade.

Para casas, considere os painéis de 60 células pois são os tradicionais mais fáceis de instalar. Para sistemas grandes, com mais de 500 painéis, considere o de 72 células.

6. Eletrodutos

É necessário ter um  eletroduto que faça o caminho entre os painéis solares no seu telhado e o inversor. Esse eletroduto pode ser aparente ou embutido (conduíte).

Também é importante prever um disjuntor independente do quadro. Isto vai facilitar as inspeções e reformas futuras.

7. Defina o local onde o inversor será instalado

O inversor é um equipamento eletrônico, assim deve ficar protegido de umidade ou incidência direta da luz do sol. Também é importante que seja instalado perto do seu quadro de distribuição de energia, isso vai facilitar muito a ligação na rede elétrica e também a manutenção.

Certifique-se também de deixar espaço ao redor dele para facilitar a ventilação e o acesso.

8. Prepare o aterramento do sistema fotovoltaico

Todos os sistemas fotovoltaicos devem ser aterrados por uma questão de segurança. Assim, deixe um ponto de aterramento no telhado onde os painéis serão instalados para facilitar o processo

9. Procure um especialista para ajudar no seu projeto

Sempre consulte e contrate empresas especializadas na instalação de energia solar fotovoltaica. Eles sabem quais sistemas funcionam melhor e tem uma equipe treinada para esse tipo de trabalho.

No mais, profissionais especializados podem te ajudar a regularizar toda a documentação junto a distribuidora de energia. Afinal, toda a instalação do sistema de energia solar  fotovoltaica que estiver conectada à rede elétrica precisa ser aprovada pela distribuidora local e deve seguir as normas vigentes.

Gostou? Agora que você já sabe como preparar sua construção para a energia solar,  converse com um dos nossos especialistas para esclarecer todas as suas dúvidas e, claro, faça uma simulação para descobrir o quanto poderá economizar com a energia solar em Maringá.

Bravo Energia
Bravo Energia
A Bravo Energia ajuda empresas e famílias a se tornarem mais sustentáveis financeira e ecologicamente, reduzindo custos e aumentando a eficiência através de soluções de energia solar.

Últimos Artigos

Dúvidas sobre quanto vai custar o seu sistema de energia solar?

Clique aqui e calcule agora