Brasil bate recorde em geração de energia solar

No último mês de janeiro, o Brasil bateu recorde de produção de energia solar, alcançando a marca de 13 gigawatts (GW) de potência elétrica gerada a partir da luz do sol. E se você não faz ideia do que isso significa, saiba que a Binacional Itaipu, uma das maiores usinas hidrelétricas do mundo, possui capacidade instalada de 14 GW.

Ou seja, nosso país já possui capacidade para produzir uma quantidade de energia solar semelhante aquela gerada por Itaipu. Esses dados são da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR).

E o mais interessante é que esse recorde histórico só foi possível graças a sistemas de médio e pequeno portes instalados em telhados, fachadas e terrenos de casas ou empresas. 

Segundo a ABSOLAR, a maior parte dos sistemas de energia solar está concentrada em residências, que somam 76,6% da quantidade de consumidores que fazem uso da tecnologia. E a tendência é só crescer, uma vez que são cada vez mais constantes os aumentos do preço da energia elétrica, que registrou uma alta acumulada de 114% em 2021.

Ficou interessado e quer saber mais sobre o assunto? Confira este nosso novo conteúdo e entenda como a crise hídrica tem impulsionado o uso da energia solar em Londrina e região. 

A crise hídrica brasileira e sua relação com o aumento dos preços da energia elétrica

Apesar das últimas chuvas, o subsistema Sudeste/Centro-Oeste opera com apenas 32% da sua capacidade. Por isso, a Agência Nacional de Águas (ANA) publicou, no dia 01 de junho de 2021, a Resolução ANA nº 77, declarando situação crítica de escassez dos recursos hídricos na Região Hidrográfica do Paraná

E com essa escassez de chuvas, o setor elétrico é um dos mais impactados pela crise, pois a bacia do Paraná abriga as principais hidrelétricas da região que, por sua vez, representam cerca de 65,1% da potência instalada de geração de energia elétrica no Brasil 

Assim, para evitar falta de energia elétrica para a sociedade, o setor tem adotado medidas emergenciais, como o acionamento de todas as termelétricas fósseis disponíveis no país

Porém, quando outras matrizes energéticas são acionadas, a tarifa sobe, uma vez  que é preciso repor os gastos extras com a utilização das termelétricas, por exemplo, em determinados períodos. 

Dessa forma, criou-se o sistema de bandeiras que funciona da seguinte maneira:

  • Verde: não tem adicional (condições favoráveis de geração de energia);
  • Amarela: R$ 1,34 para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos (condições de geração menos favoráveis);
  • Vermelha 1: R$ 4,16 para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos (condições mais custosas de geração);
  • Vermelha 2: R$ 6,24 para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos (condições ainda mais custosas de geração).

Todos os consumidores das distribuidoras são faturados pelo Sistema de Bandeiras Tarifárias, com exceção daqueles localizados em sistemas isolados. Atualmente, a  bandeira vermelha está em vigor, encarecendo a conta de luz em todas as regiões do Brasil, do setor doméstico à indústria.

O crescimento da procura por energia solar em Londrina

Com todo esse cenário, para fugir dos altos preços da energia elétrica,  a solução pode ser a adoção da energia solar fotovoltaica. Não é à toa que, segundo a Aneel, esse tipo de instalação na zona rural, por exemplo, quase dobrou no ano passado para cá. Hoje, em todo o país, mais de 480 mil casas têm placas solares. 

E olha que interessante: metade de toda a capacidade da geração própria de energia solar do Brasil foi instalada em 2020, com investimentos diretos dos consumidores e da sociedade, sem depender de recursos do governo. Isso demonstra como essa modalidade de geração de energia está ajudando o Brasil a enfrentar a situação de crise hídrica, pois gera uma energia elétrica competitiva, sustentável e que não depende de água.

A energia solar fotovoltaica é o sistema de autogeração mais barato que existe

A energia solar gerada pelo sistema, seja em uma residência, estabelecimento comercial ou indústria, pode trazer uma economia de até 95% no valor da conta de luz durante toda sua vida útil, que é de cerca de 25 anos.

E o excedente de energia produzida pode virar crédito de energia solar. De acordo com a Resolução Normativa da ANEEL, é permitido que você faça troca de energia com a rede elétrica. Ou seja, o excedente da energia é transformado em créditos e trocado com a distribuidora local, o que reduz ainda mais o valor da sua fatura de energia elétrica e torna o seu imóvel autônomo quanto aos gastos com eletricidade. 

Quer mais motivos para ter energia solar em Londrina? Confira nosso artigo Vale a pena investir em painéis solares em Londrina?

As vantagens para o país do crescimento da adoção da energia solar

Além de diminuir a dependência que existe hoje no Brasil de energia hídrica das hidrelétricas, o crescimento da energia solar no Brasil traz as seguintes vantagens para o país:

  • Como é gerada junto ou próximo ao local de consumo, ela não usa as linhas de transmissão e ajuda a desafogá-las reduzindo assim as perdas elétricas;
  • O investimento em energia solar é um investimento que traz  desenvolvimento sustentável, porque evita a emissão de CO2;
  • Reduz a conta de luz de todos os consumidores;
  • Tem rápida implementação, seja em grandes usinas ou na geração própria em residências, pequenos negócios, propriedades rurais e prédios públicos;
  • Geração de novos empregos.

Empresa de energia solar em Londrina

Como você pode ver, investir no uso da energia solar pode ajudar muito o país, e se você procura por energia solar em Londrina e região para a sua propriedade rural, empresa ou residência, conte com a Bravo Energia.

Nossa equipe, formada por profissionais experientes e capacitados, desde 2014 já instalou mais de 300 projetos. Assim, se você busca uma empresa sólida, de qualidade e com um valor justo, está no lugar certo.

Nós ajudamos você a tornar sua empresa ou residência mais sustentável, a reduzir custos e mais do que isso, damos oportunidades e esperança em meio a tempos de crise financeira e ambiental.

Gostou? Agora que você já sabe um pouco mais sobre  a energia solar em Londrina  converse com um dos nossos especialistas para esclarecer todas as suas dúvidas e, claro, faça uma simulação para descobrir o quanto poderá economizar com a energia solar. Clique AQUI e simule! Teremos prazer em atendê-lo!

Carlos Bomfim

Carlos Bomfim

Últimos artigos